A VALORIZAÇÃO DO NADA E A PASSIVIDADE BRASILEIRA

Matheus Belló MORAES

Resumo


O trabalho aborda o estudo de como a moral cristã na sociedade brasileira pode contribuir para que a nação se mantenha num profundo estado de passividade enquanto persegue o nada, conforme Nietzsche, usado pelo Estado para manter o controle. O método de pesquisa utilizado foi o método dedutivo, usando bibliografia acerca do tema não apenas no Direito, como na Sociologia e Filosofia. A pesquisa possibilitou concluir que enquanto o povo se pautar na busca pelo divino, pelas tradições religiosas, pela obediência ao nada e seus governantes usarem esse nada para legitimar seu poder, estará suscetível a ter sua liberdade tomada, seus interesses desrespeitados e muito longe de resistir e se articular contra as opressões de maneiras genuinamente populares.


Palavras-chave


Estado; Nietzsche; resistência; religião; cristianismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKUNIN, Mikhail. Deus e o Estado. Tradução de Plínio Augusto Coelho. São Paulo: Hedra, 2011;

BENJAMIN, Walter. Documentos de cultura, documentos de barbárie: Escritos escolhidos. Traduzido por Celeste H. M. Ribeiro de Sousa et. al. São Paulo: Cultrix: Editora da Universidade de São Paulo, 1986;

BLANCARTE, Roberto. O Porquê de um Estado Laico. IN LOREA, Roberto Arriada (Org). Em Defesa das Liberdades Laicas. Porto Alegre: Livraria do Advogado Editora, 2008;

CARTA CAPITAL. Temer tem a pior aprovação desde o fim da ditadura, diz Ibope. 2017. Disponível em: < https://www.cartacapital.com.br/politica/temer-tem-a-pior-aprovacao-desde-o-fim-da-ditadura-diz-ibope> . Acessado em 30 de novembro de 2017;

CHAUÃ, Marilena. Convite à filosofia. Ed. Ãtica, São Paulo, 2000. (e-book)

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. Tradução: Roberto Machado. 5 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2017;

GIACOIA JUNIOR, Oswaldo. Nietzsche: o humano como memória e como promessa. 2. ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2014;

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010: número de católicos cai e aumenta o de evangélicos, espíritas e sem religião. 2012 {online}. Disponível em: < http://censo2010.ibge.gov.br/noticias-censo?busca=1&id=3&idnoticia=2170&view=noticia> Acessado em 1º de agosto de 2016;

MELO NETO, João Evangelista Tude de. 10 lições sobre Nietzsche. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017;

NIETZSCHE, Friedrich. O Anticristo: maldição contra o cristianismo. Tradução, notas e apresentação de Renato Zwick. Porto Alegre, RS: L&PM, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

ISSN 2359-3474